468x60px

domingo, 15 de julho de 2012

Na área de TI, sobram vagas e faltam Profissionais Qualificados.

O acesso e a familiaridade com as tecnologias da informação se ampliaram exponencialmente nas ultimas décadas.

Com o desenvolvimento das ferramentas, crianças e jovens aprendem a utilizar os equipamentos de forma intuitiva e precoce.

Essa desenvoltura não tem sido suficiente, no entanto para alimentar o mercado de trabalho nos setores de Tecnologia da Informação (TI) e Telecomunicações que abrem milhares de vagas todos os anos.

O crescimento é visível nos resultados econômicos, em 2011, os serviços de informação - que inclui informatica, telecomunicações e veículos de comunicação foram os que mais apresentaram crescimento no PIB.

Enquanto a média nacional avançou 2,7% em relação ao ano anterior, o setor teve uma alta de 4,9% em relação a 2010.

Há cada vez mais demanda no pais e algumas estimativas apontam para a necessidade de 700 mil profissionais de TI até 2020, confirma Francisco Amaral, diretor acadêmico do Centro de Pós-Graduação da Faculdade de Informática e Administração Paulista ( Fiap ).

falta profissionais qualificados.

Amaral ressalta que a falta de profissionais não é só numérica, sendo o déficit agravado pela qualificação inadequada. Há muitos jovens que não tem a experiência ou maturidade exigidas para desempenhar determinadas funções. O professor destaca que nesses casos, deve-se buscar cursos de certificação ou Pós-Graduação para incrementar o currículo e assim fica mais bem preparado para o mercado.

Um "mar" de oportunidades
Quem optar por atuar na área tem a possibilidade de seguir diferentes carreiras. Além das  empresas especializadas no desenvolvimento de tecnologias, há companhias de prestação de serviços e consultorias.

No segmento corporativo, o profissional pode se especializar em gestão e estratégia, uma lacuna nas empresas. "São necessários gestores capazes de identificar as necessidades das empresas e alinha-las com os recursos oferecidos no mercado. Há forte procura por arquitetos de soluções capazes de identificar oportunidades conforme a área de negócio.

A onda da mobilidade também abre grandes frentes de trabalho: seja nas telecomunicações, com criação de novos equipamentos e aparelhos, ou seja nas aplicações móveis em ferramentas pra Smartfones e tablets.

Ainda na prestação de serviços, o desenvolvimento em nuvem é outra forte tendência do setor.

O site norte-americano de empregos CareerCast.com apontou a engenharia de software como a melhor profissão de 2012 - a pesquisa utiliza critérios como demanda, renda e nível de estresse.

O mesmo site indica que os analistas de sistemas, desenvolvedores de software, e programadores também estão entre as carreiras com melhores perspectivas.

Onde Estudar? 
Quase todas as universidades oferecem cursos na área de TI, com enfase que vão de gestão, ao desenvolvimento de software.

Referência no setor, a Fiap tem oito cursos de graduação e mais de uma dezena de de Pós-Graduação - o MBA em Arquitetura de Soluções, entre outros.

Existe também algumas outras faculdades que oferecem cursos de qualidade na área de TI - como as Fatecs, Senac, IBTA, Uninove, Anhembi Morumbi, Unip, Uniradial entre outras.

      Se você gostou deixe um comentário!

Leia também