468x60px

terça-feira, 12 de julho de 2016

Emissor de NF-e do governo será descontinuado em 2017

A partir do dia primeiro de janeiro do próximo ano, o Governo do Estado de São Paulo descontinuará o emissor gratuito de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e). Quem não se adequar às novas regras até o final do ano, pode ficar na mão para vender produtos.

De acordo com a Secretaria Estadual da Fazenda, órgão responsável pela captação de impostos de pessoas físicas e jurídicas, a intenção é descontinuar o emissor gratuito, já que a maioria das empresas já utiliza emissores próprios.

Os emissores gratuitos surgiram em 2006, quando a informatização de documentos fiscais começou a ganhar força. Atualmente, de acordo com um estudo realizado pela Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, 92,2% das empresas já utilizam soluções externas para faturar suas notas. O uso de emissores próprios é ainda mais expressivo quando se trata do CT-e: 96,3% das empresas já abandonaram o emissor do Governo.

Infotec blog, Emissor de Notas Fiscais Gratuito

As pequenas e microempresas são as que mais utilizam o sistema de emissão de notas fiscais do governo e a partir de agora terão que se adequar ao novo modelo. A Secretaria da Fazenda de São Paulo lembra ainda que para quem já tem instalado o emissor de notas, vai poder usar normalmente a partir de Janeiro de 2017, mas o sistema estará indisponível para efetuar atualizações e não vai aceitar cadastro para novas empresas.

Como encontrar alternativas
Para continuar emitindo notas fiscais, as empresas que usam o emissor de notas do governo, a partir de agora podem optar por diversas alternativas disponíveis no mercado.

Existem programas que podem ser instalados no computador, tem empresas que oferecem ferramentas que executam todo o processo de forma online, e o sistema pode ser acessado de qualquer lugar em um dispositivo com acesso à internet.

Para escolher a melhor opção, as empresas devem considerar a demanda e o volume de notas fiscais que são emitidas, mas independente do modelo utilizado, o empresário é obrigado a se cadastrar junto a Secretaria da Fazenda para começar a emitir notas fiscais, trata-se de um cadastro simples, mas cada estado tem suas próprias regras.

As empresas que utilizam ferramentas conseguem encurtar drasticamente esse tempo. Com o VHSYS, um Sistema de Gestão Online que também possui emissor fiscal, o processo de emissão de notas fiscais eletrônicas e de controle financeiro do negócio é otimizado, já que você pode integrar diversos módulos financeiros em um só ambiente.

Emitir nota fiscal eletrônica em São Paulo pode ser complicado se você não tiver um software que auxilie sua empresa neste processo. Para emitir NFe em São Paulo você deve seguir alguns passos: Possuir certificado Digital e um software emissor de nota fiscal, além de solicitar seu credenciamento prévio junto à SEFAZ/SP.

O VHSYS trouxe diversas inovações, com muita segurança e custo baixo. Você pode experimentar gratuitamente por 15 dias o emissor de nota fiscal eletrônica. Assim você experimenta a ferramenta e atesta que ela foi realmente desenvolvida para sua necessidade.

Com uma loja de aplicativos você aumenta as funcionalidades do sistema, ajudando sua empresa a crescer e utilizando recursos úteis como e-mail marketing, envio de SMS em massa e muito mais.

Não se adequar o quanto antes às regras do governo estadual pode acarretar em problemas enormes, pois sem uma Nota Fiscal Eletrônica não é possível vender um produto.

    Se você gostou deixe um comentário!

Leia também: