468x60px

quarta-feira, 24 de maio de 2017

A nova onda de Aplicativos - Realidade Virtual

Os smartphones têm tomado cada vez mais espaço na vida das pessoas. Eles são responsáveis por toda a interação com o mundo virtual. Segundo a Anatel, órgão que regulamenta o uso de aparelhos no Brasil, atualmente são mais de 240 milhões de dispositivos móveis ativos – celulares e smartphones.

O app da Google, Play Store, possui 1,4 milhão de aplicativos disponíveis para download em aparelhos Android. A Apple oferece mais de 1,2 milhão deles.

De olho nesse mercado, as empresas têm investido cada vez mais em soluções para aparelhos móveis que interajam com seus clientes e, dessa forma, criam um mundo virtual paralelo.

YouTube lançou recentemente em sua plataforma a interação com realidade virtual por meio do Google Cardboard, um aplicativo que torna a experiência muito mais real.

Facebook transformou a vivência das pessoas que utilizam os dispositivos móveis. Após a compra do InstagramWhatsApp e outras startups menores, ela se tornou proprietária de um conglomerado de tecnologia virtual onde os usuários passam a maior parte do dia.

aplicativos, realidade virtual, aumentada

Dezenas de aplicativos são desenvolvidos e lançados por dia, disponibilizando aos usuários uma lista interminável de opções. Alguns são momentâneos e proporcionam às pessoas diversão e entretenimento – é o caso do Dubsmash, aplicativo que oferecia frases para serem dublados ou o Foursquare, que mostrava aos amigos conectados sua localização e experiência vivida naquele local.

A Moura Informática, uma desenvolvedora de software e aplicativos, irá lançar na ABF Franchising Expo, em São Paulo, um aplicativo que oferece ao usuário um provador virtual móvel. Isso significa poder realizar compras de roupas e acessórios sem sair de casa ou do trabalho.

“O aplicativo é a tendência para pessoas cada vez mais conectadas à internet. Nossa intenção é levar mais comodidade e tecnologia às pessoas. Com esse app, é possível fazer uma compra no intervalo do trabalho ou enquanto relaxa em casa. 

O diferencial é que a pessoa poderá escolher o tipo físico, o tom de pele, fotografar o rosto e ver a peça de roupa diretamente em um corpo muito próximo da realidade”, explica Natal Moura, Presidente do Grupo Moura.

Uma pesquisa de mercado aponta o funil para este tipo de atendimento ao cliente. “É um novo método de oferecer ao cliente a máxima experiência em inovação e tecnologia. Para os empresários do setor têxtil, pode significar aumento em vendas – nas lojas físicas ou e-commerce”, finaliza Moura.

A estudante Pamela Mendes passa mais de 5 horas por dia conectada ao smartphone. “Faz parte do meu dia. Uso para conversar com meus amigos, me atualizar, estudar, ver novas tendências e principalmente para o trabalho” afirma.

Pamela lembra que estamos em novos tempos e acompanhar não é opção. “O mercado está em desenvolvimento frenético. Empresas que não inovam são rapidamente ultrapassadas”, finaliza.

Se você gostou deixe um comentário!

Leia também: