Dicas Games

Aplicativos pagos: Como não extrapolar a fatura do cartão de crédito.

Saiba como evitar que as cobranças em jogos online saiam do controle e resultem em valores maiores do que o que você pode pagar no cartão de crédito.


Os games do tipo free to play, ou seja, gratuitos para jogar, são hoje a principal tendência no mundo mobile. Diferentemente do que acontecia no passado, quando era preciso comprar o app para se divertir, as desenvolvedoras apostam em jogos gratuitos para atrair mais público.

Contudo, é aí que mora o perigo. A alternativa encontrada por elas foi incluir a compra de itens dentro dos jogos. Em um jogo de corrida de carro, por exemplo, você pode comprar novos modelos mais potentes ou investir em uma pintura mais invocada.

Melhorias mecânicas também podem ser adquiridas, fazendo com que você evolua mais rápido nas disputas. Os exemplos são muitos e vão desde jogos de esporte e luta até aqueles quebra-cabeças em que você pode comprar a chance de jogar mais partidas.

Se por um lado essa forma de jogo garante boas doses de diversão, aqueles que levam a sério a jogatina precisam estar cientes de que será preciso desembolsar uma grana extra para comprar tudo que é oferecido. Quais serão as melhores táticas para evitar que o seu cartão fique comprometido?


1 – Tenha um orçamento

Não há nada de errado em dispor parte do seu dinheiro para a compra de itens “in-game”, ou seja, dentro dos jogos. No entanto, é preciso estar atento a qual valor será gasto ao longo do mês de forma que isso não comprometa a sua fatura do cartão de crédito.

A melhor maneira de se precaver é estabelecendo um orçamento mensal para isso. Dessa forma, você fica com a consciência mais tranquila para fazer as suas compras, desde que elas não ultrapassem o limite que foi definido anteriormente.


2 – Preste atenção na conversão

Alguns usuários, especialmente no iOS, costumam utilizar lojas de aplicativos de outros países, como os Estados Unidos. Nesse caso, é preciso ficar ainda mais atento, pois a cobrança é feita em moeda estrangeira. Isso significa que, dependendo da cotação, seu gasto pode ser maior.

Por isso, redobre a sua atenção se for esse o seu caso. Uma boa dica pode ser adquirir créditos para serem usados na loja de aplicativos. Isso fará com que a própria loja crie uma barreira natural para compras, tornando-as mais difíceis assim que os créditos acabam.


3 – Não habilite compras automáticas

Muitas das compras que são realizadas dentro dos jogos acontecem por impulso. Nem sempre você precisa do item em questão e na maioria das vezes é possível esperar um pouco mais até que as suas vidas sejam recarregadas.

Quando as compras estão habilitadas para serem feitas de forma automática, basta um simples toque na tela para que o “estrago” esteja feito. Por isso, se você configurar a sua loja para solicitar os números do cartão de crédito a cada compra, certamente seus gastos diminuirão.


4 – Aposte em cartões de recarga

Já citamos esse método anteriormente, mas vale a pena ressaltar. Uma opção de pagar as suas compras é não usar o cartão de crédito diretamente, mas sim os cartões de recarga. A principal vantagem é que eles delimitam um valor máximo a ser gasto por mês.

Essa pode ainda ser uma forma de organizar os seus pagamentos, já que você nunca será pego de surpresa: basta comprar um cartão de recarga uma vez por mês e pronto! Você terá créditos suficientes para utilizar pelo período que desejar.


5 – Centralize suas apostas em um jogo

Dificilmente você conseguirá aproveitar bem mais de um jogo se optar por fazer compras em vários deles. Isso resultará em uma dispersão dos seus investimentos, de forma que sempre você estará em uma posição intermediária em todos eles.

Você pode jogar quantos games quiser, mas escolha apenas um para comprar itens. Isso fará com que você potencialize a sua evolução e obtenha melhores resultados. Além disso, certamente essa estratégia vai resultar em um volume menor de gastos.


6 – O mundo virtual não supera o mundo real

Por mais que as ofertas que aparecem nos jogos sejam tentadoras, tenha em mente que o mundo virtual, em hipótese alguma, pode superar o mundo real.

Pense da seguinte forma: qual é o sentido em pagar um valor mais alto por uma skin virtual – como uma camisa ou um sapato – do que você pagaria por uma peça de roupa verdadeira na vida real? É preciso ser racional nessas horas e dar o devido valor para os itens virtuais.


7 – Não descuide do mundo à sua volta

Os jogos eletrônicos são uma forma saudável de entretenimento e eles podem sempre fazer parte do seu dia a dia. Porém, é preciso lembrar que apesar dos atrativos do mundo virtual, existe um mundo real aqui fora que também está cheio de encantos.

É muito comum que alguns jogadores se deixem levar pelo vício e acabam perdendo a noção do que ocorre à sua volta. É frequente que pessoas que jogam em vias públicas ou no transporte coletivo acabam sendo vítimas de furtos e roubos de smartphones.

Uma das melhores maneiras de se prevenir com relação a isso é contratando um seguro para celular. Isso não vai fazer com que você deixe de ser roubado, mas caso esse incidente ocorra, basta entrar com um pedido de resgate da apólice para receber de volta o valor investido.

Fonte – Bem Mais Seguro

Luis Carlos Sá
Formado em Análise de Sistemas, blogueiro e um apaixonado por tecnologia.
http://www.infotecblog.com.br/

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.