Carreira Profissão TI

RH: Conheça as aptidões das cinco profissões de TI que estão em alta.

De visão de negócio a conhecimentos específicos: i-Hunter faz levantamento das habilidades mais procuradas pelos recrutadores.


A transformação digital tem remodelado o perfil profissional em todos os campos, inclusive em TI. Esse ano, os investimentos das empresas em tecnologia devem crescer 4,5%, segundo estimativas da Gartner.

Ao mesmo tempo, cargos como Engenheiro de Dados, Arquiteto de Soluções e Segurança/Infraestrutura são cada vez mais procurados na i-Hunter (www.i-hunter.com), empresa que oferece soluções em software para Gestão de Recursos Humanos, Recrutamento e Seleção de pessoas.

“Com os ventos da ‘Quarta Revolução Industrial’, as novas contratações estão em um patamar diferente e exigem maior qualificação e atualização contínua.

Não há espaço para ficar parado”, aponta Rudolf Hohn, sócio-fundador da i-Hunter. Apenas no 1º trimestre de 2018, foi registrado um aumento de 50%, comparado a todo o ano passado nas contratações em TI. Confira as principais habilidades procuradas pelos contratantes:


1 – Engenheiro de Dados

Os contratantes têm buscado profissionais com amplo conhecimento em linguagens de programação e processamento, matemática, estatísticas, inglês e visão de negócio.

Tidos como a nova geração de especialistas em análises de dados, eles desenvolvem uma função estrategicamente essencial para as empresas ao aplicar conhecimentos analíticos para resolver complexos problemas de mercado.


2 – Arquiteto de Soluções

Sua principal atribuição é alinhar os objetivos de negócio da empresa com as decisões sobre software, plataforma e infraestrutura. É importante ter experiência tanto em hardware quanto em software e saber lidar com ambientes de sistemas heterogêneos e complexos.

O conhecimento em redes de dados, incluindo internet, é necessário para comunicação em cloud ou integração com parceiros. Além disso, o profissional precisa ser capaz de sugerir soluções por meio de sistemas e subsistemas, assim como novas tecnologias de infraestrutura e sistemas.


3 – Segurança da Informação e Infraestrutura

É imprescindível estar em constante atualização sobre novas ameaças e métodos de prevenção de fraudes.

“Responsável pela manutenção de dados internos e sigilosos, o especialista também previne golpes e qualquer vazamento de informação, por isso é um diferencial participar em comunidades de segurança da informação e até mesmo de hackers”, detalha o executivo.



4 – Analistas de Testes

Possuir conhecimento em automação dos testes é um diferencial e necessitam de uma boa capacidade investigativa, pois são eles que testam a qualidade dos softwares e, de maneira crítica, avaliam acertos e eventuais inconsistências referentes às implementações aplicadas por desenvolvedores. Ao final geram documentações com o relatório dos testes aplicados.


5 – Analistas de Business Intelligence (BI)

Cada vez mais estratégicos para as empresas que procuram estar um passo à frente no mercado, trabalham em conjunto com a área técnica e de negócios das corporações e são responsáveis pela manipulação de grande volume de dados com o objetivo de indicar importantes tendências e informações.

Para ingressar nessa área é importante ter raciocínio lógico, familiaridade com linguagens de programação e metodologias de análise, além de uma ampla visão de gestão e processos empresariais, para lidar com tomadas de decisões.

Mais do que nunca, os profissionais têm de se atualizar e acompanhar as transformações digitais. “A inovação tecnológica tem motivado as empresas a se adaptarem e buscarem profissionais que estejam alinhados a essas inovações. Aqueles que não acompanharem a nova realidade, sofrerão as consequências”, conclui Rudolf.

Luis Carlos Sá
Formado em Análise de Sistemas, blogueiro e um apaixonado por tecnologia.
http://www.infotecblog.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.