Empregos Engenheiro de Vendas
Internet Negócios

Cidades pequenas e franquias digitais: qual a ideal para investir?

Cidades pequenas passam despercebidas por empreendedores, mas não deveriam. Franquias de delivery invadem o interior do Brasil e se tornam uma verdadeira fonte de renda extra.


mercado de franquias movimentou cerca de 163,3 bilhões em 2017, e de lá para cá este número só vem aumentando. No entanto, ter uma franquia no Brasil ainda é muito cara e, em sua maioria, são inviáveis em cidades com menos de 100 mil habitantes.  

Uma franquia do Mc Donalds ou Outback por exemplo, custa cerca de milhões de reais e só funciona em grandes centros urbanos. Em paralelo, franquias digitais de baixo custo estão crescendo cada vez mais e tomando o mercado no interior.  

Entre as vantagens oferecidas por este modelo de franquia estão o baixo risco financeiro, facilidade na gestão por meio de ferramentas online, baixa concorrência e a não necessidade de um ponto físico para operar, com nenhum custo fixo.  

Neste segmento, uma das franquias digitais que mais crescem no Brasil é o aiqfome, maior plataforma de delivery online do interior do país, que busca novos licenciados para atingir a meta de 250 cidades em operação até o final do ano.  

Qual franquia escolher - Mc Donalds ou Outback?

O aplicativo já está presente em mais de 130 cidades, com cerca de 6 mil restaurantes cadastrados em 14 estados, realizando mais de 350 mil pedidos mensais. 

A empresa, nascida no interior do Paraná, segue a linha das gigantes estrangeiras Grubhub e Delivery Hero – que faturam bilhões por ano e são cotadas na bolsa de valores – e quer abocanhar uma fatia maior do mercado, chegando onde os grandes ainda não conseguiram se firmar: os municípios de 30 a 300 mil habitantes.  

Apps de delivery online são a salvação para pessoas que estão cansadas demais para sair e que não possuem tempo ou querem apenas experimentar algo diferente.  

Pelo app os usuários conseguem obter cardápios completos e descrições que não conseguiriam por telefone, principalmente se os estabelecimentos estivessem com linhas ocupadas ou sem tempo para atender as ligações.

O público focado nesse recurso é jovem, com idade entre 18 e 34 anos e vive conectado à internet.  

Nova sede do aiqfome em Maringá, PR.

Nova sede do aiqfome em Maringá, PR. Espaço para atender a demanda de cerca de 120 cidades em operação em 14 estados do Brasil. 


# Modelo de Negócio  

O modelo de negócio oferecido pela empresa é diferenciado, por meio do licenciamento exclusivo do app por cidade.

Ao comprar a licença, o empreendedor fica responsável pela captação de restaurantes, gerenciamento financeiro e marketing local, e o aiqfome com o suporte ao cliente, tecnologia e marketing online.

Uma divisão de tarefas que permite ao empreendedor ter retorno rápido no negócio com apenas 20 horas semanais de dedicação.  

 Além disso, os restaurantes não pagam taxas mensais para se cadastrarem na plataforma, os ganhos vêm do percentual cobrado em cima de cada pedido realizado via app, que é dividido entre o aiqfome e o parceiro local. 

Para quem investiu, o retorno vem rápido. O licenciado do aiqfome de Sobral, no Ceará, Bruno Vaz conta sua experiência: “Possuo licenciamento há mais de um ano e obtive um ótimo retorno financeiro.

Sem contar que expandi meus negócios e tive conhecimento em delivery, empreendedorismo e franquias, além de perceber o quanto o mundo digital está dominando o mercado. Já adquiri mais 12 praças após o sucesso de Sobral e abrirei ainda mais”.  

A meta do aiqfome é estar em todas as cidades do Brasil com mais de 30 mil e menos de 300 mil habitantes, oferecendo a melhor experiência em compra online no mercado brasileiro, com a promessa de ser a melhor ferramenta para aumentar as vendas dos restaurantes parceiros. 

# App melhor avaliado do segmento  

A questão da experiência do usuário é levada muito a sério, sendo um dos diferenciais da empresa. No aplicativo (disponível para Android para iOS) ou no site.

Quem quer pedir comida pode escolher entre diversos restaurantes, saber os horários de atendimento e endereço, além de ter acesso às avaliações feitas por outros clientes.

Mas a combinação da linguagem utilizada para se comunicar com o público até a apresentação do serviço construído pelos designer, programadores e equipe de marketing, contribuem para a fidelização dos fominhas.

O aiqfome é o aplicativo de delivery online melhor avaliado tanto entre usuários da Google Play (4,8 estrelas) quanto da Apple Store (4.9 estrelas), classificações estas superiores aos gigantes do mercado. 

Há muito potencial de crescimento neste segmento, o que motiva o aiqfome a continuar conquistando mais cidades. “Nosso maior concorrente não está entre as outras plataformas de delivery: o telefone.

Mas isso vem mudando rapidamente e, nos Estados Unidos, em apenas cinco anos, o delivery online já superou a quantidade de pedidos feitos de maneira tradicional”, afirma o CEO do aiqfome, Igor Remigio.  

# Como investir no licenciamento?  

O investimento para conseguir o licenciamento varia conforme o porte da cidade: a partir de R$ 20 mil para municípios com até 80 mil habitantes. “Como nossa missão é o crescimento rápido, nossa taxa de licenciamento é extremamente baixa e acessível.

É um modelo de negócio que não tem limites e há interessados até mesmo em cidades menores, com 30 mil habitantes”, destaca Igor. 

Para saber mais sobre o valor do investimento e detalhes do negócio, acesse o plano de negócios completo da empresa.   

# O aiqfome 

A plataforma nasceu em 2007 depois que a fundadora, Steph Gomides, decidiu criar uma solução para algo que detestava fazer: ligar para pedir comida.

A ideia era se livrar de linhas ocupadas, atendentes desagradáveis e a demora no atendimento, além de ter disponível todas as opções do cardápio sem perguntar por telefone.  

Inspirada em um site de delivery americano, ela decidiu implementar o conceito no Brasil contratando, junto ao marido e CEO da empresa, Igor Remigio, um desenvolvedor web.

“O aiqfome era inovador para seu tempo, então demorou a deslanchar. Para se ter uma ideia, o principal nome do mercado de delivery do Brasil foi fundado em 2011”, conta.

Mas com a mudança de hábitos trazida pela tecnologia, a empresa conseguiu um crescimento exponencial nos últimos três anos e, atualmente conta com uma base superior a 400 mil usuários cadastrados , conhecidos e apelidados pela empresa de fominhas.  

Conheça mais sobre os bastidores do aiqfome e as dificuldades em administrar umas das startups que mais crescem no Brasil assistindo a Websérie: Construindo uma startup.  

Luis Carlos Sá
Formado em Análise de Sistemas, blogueiro e um apaixonado por tecnologia.
http://www.infotecblog.com.br/

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.