Games Noticias

Dar os primeiros passos no mundo dos eSports é mais fácil do que se imagina.

O Mundo dos eSports está cada vez mais presente na vida das pessoas. Graças ao avanço da internet um jogador pode desafiar o seu adversário que mora em outro continente.


Quando o assunto é esportes, o sonho dos brasileiros ainda é o de colocar chuteiras e pisar nos gramados dos estádios do país para disputar partidas de futebol entre os astros do nosso esporte favorito.

Esse é um sonho que atravessa gerações, graças não só à presença marcante do futebol na nossa cultura e mídia, mas também à facilidade de acesso que os brasileiros têm às quadras para a prática do esporte.

Raras são as vezes que atletas em potencial escolhem modalidades além do futebol, uma vez que é nessa área que se encontram os maiores soldos. Entretanto, o jogo está mudando pouco a pouco, e isso se deve à revolução dos videogames, que estão se tornando modalidades esportivas às quais se dá o nome de eSports.

Os eSports vêm em várias formas, cada uma representada por um número de jogos eletrônicos de diferentes gêneros cujos cenários lembram muito o ambiente desportivo.

O melhor de tudo é que o acesso a esses jogos é bem simples, bastando de início uma conexão à internet e um computador e/ou um console para videogames, para que você possa então dar seus primeiros passos neste novo mundo.


Como dar os primeiros passos no mundo dos eSports?

Um dos aspectos do lado positivo dos eSports é que nunca é tarde para começar. Entretanto, para dar os primeiros passos nesse novo mundo, é preciso ter acesso aos recursos básicos demandados pela maioria dos jogos eletrônicos da atualidade, sendo o principal deles uma boa conexão com a internet.

O que faz diferença no âmbito de eSports não é a velocidade de download da conexão, mas sim a de upload, uma vez que o jogador envia comandos a partir de sua máquina para o servidor central, que retransmite a ação para o jogo em questão.

A partir disso, é preciso ter um console moderno de videogames, seja ele um Xbox One, da Microsoft, ou um PlayStation 4, da Sony. Outra opção é ter um computador cujas especificações sejam boas o bastante para rodar os jogos mais famosos do mundo dos eSports, como League of Legends e Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO).

Para o último, a necessidade mínima para computadores com sistema Windows é um processador Intel Core2 Duo E6600 ou AMD Phenom X3 8750, 2 gigabytes de memória RAM, placa de vídeo com 256 megabytes de memória – seja ela on-board ou off-board – e 15 gigabytes de espaço no disco rígido.

Com a máquina já montada, o próximo passo é escolher mouse, teclado e monitor. Os dois primeiros possuem tempo de resposta mais curto caso sejam de fio e não operem, portanto, via tecnologia Bluetooth. Já o monitor precisa ter boa resolução e boa taxa de frequência hertz, que definirá a quantos quadros por segundo os jogos poderão ser reproduzidos.

A calibração do monitor depois de sua instalação, deixando seu esquema de cores, contraste e outros ajustes conforme a sua preferência, também é mais do que recomendada.

Por fim, compram-se mesa e cadeira para que sua estação de jogos seja montada. Enquanto mesas podem tomar as mais diferentes formas de acordo com sua preferência, tem-se visto cada vez mais cadeiras gamers não só entre jogadores, mas também em ambientes profissionais, que reconhecem o quão confortáveis elas são.

Existem modelos dos mais diferentes preços e tipos, permitindo assim que você molde suas preferências de acordo com o tamanho do seu bolso.


Sucesso brasileiro que se espalha para o resto do mundo

Apesar de ser um ramo ainda relativamente novo em comparação aos esportes tradicionais, os eSports já contam com várias histórias de sucesso. Algumas delas envolvem nomes brasileiros que alcançaram grande fama nos palcos internacionais, sendo um deles o Made in Brazil – ou MiBR –, um dos times mais célebres de CS:GO.

O time surgiu em 2003, tornou-se multicampeão da edição 1.6 da série Counter-Strike e teve atividades encerradas em 2012. Entretanto, a equipe renasceu das cinzas em 2018, já obtendo sucesso no seu primeiro torneio, o ZOTAC Cup Masters, no mesmo ano.

Por conta do seu sucesso, times célebres como a MiBR acabam atraindo as atenções dos fãs e de algumas grandes marcas de vários mercados. Para se ter uma ideia, no hall de patrocínios da mencionada equipe estão a LG, famosa fabricante de eletrodomésticos e eletroeletrônicos de ponta, e o site de apostas em esports da Betway, que disponibiliza informações a respeito de diversos torneios do ramo e onde é possível checar o favoritismo das equipes participantes.

A K-Swiss, marca conhecida pelos seus calçados e suas origens californianas, também apoia as empreitadas do time mundo afora, assim como o aplicativo de relacionamentos Tinder.

Com nomes de peso em torno do cenário, as cifras da indústria e as audiências que ela atrai também mostram respeito. No ano passado, previa-se que o faturamento do setor de eSports ultrapassaria US$ 1 bilhão entre suas modalidades, muito por conta da entrada de novas marcas e patrocínios estampados em times e campeonatos.

A audiência total dos eventos seria de 440 milhões de pessoas até o fim de 2019, boa parte desta em mercados emergentes como China e Brasil.


Ramos de marketing e de futebol voltam os olhares para os eSports

Não é apenas o ramo de marketing que está começando a prestar mais atenção ao mundo dos eSports. Times de esportes tradicionais, incluindo alguns gigantes do futebol, também estão de olho no mundo digital.

Lá fora, boa parte dos maiores times do mundo, como Barcelona e Chelsea, contam com jogadores que representam suas cores em campeonato do videogame FIFA. Entretanto, o envolvimento maior fica com o time alemão Schalke 04, que possui não só jogadores de FIFA em seu “elenco” como também uma equipe de League of Legends na principal liga europeia da modalidade.

Vê-se o mesmo no Brasil, com destaque para o time carioca do Flamengo. O clube de maior torcida no país conta com um dos melhores times de League of Legends do Campeonato Brasileiro de League of Legends, também conhecido como CBLoL.

No ano passado, o título nacional do Flamengo no LoL rendeu à equipe uma vaga nas pré-eliminatórias do Mundial, no qual o time não conseguiu superar os esforços dos turcos da Royal Youth para avançar à etapa classificatória do torneio.

Como em qualquer esporte, o mundo dos eSports é recheado de histórias de fracasso e de sucesso. Entre esses extremos, está uma jornada que vale muito a pena trilhar. Basta se deixar envolver por um cenário ainda recente, mas também muito promissor.


4 thoughts on “Dar os primeiros passos no mundo dos eSports é mais fácil do que se imagina.

  1. Ótimas informações e que são de Grande ajuda

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.