Aparelhos para automatizar uma casa
Atualidades Utilitários

Como automatizar a sua casa com aparelhos acessíveis?

A tecnologia proporcionou transformações dentro do convívio social nos mais diversos ambientes, desde um elevador em um prédio comercial até mesmo a possibilidade de automatizar uma casa com tranca automática, acabaram sendo resultados de uma tecnologia mais avançada. 

O que acabou ficando conhecido popularmente como casa inteligente, se trata de uma tecnologia que acaba funcionando como aliada para dar aos moradores do ambiente, comodidade em pequenas atividades do cotidiano.  

Por exemplo, fazer as luzes se acenderem e apagarem quando já não se está mais perto do cômodo, comandos por voz para colocar música ou até mesmo, atender uma ligação, fazer um controle acesso por senha para trancar portas e janelas.

Grande parte dos sistemas que são instalados nas casas inteligentes são controlados através de comandos vocais ou por meio de dispositivos que são conectados por uma rede online como wifi.

Essas conexões de uma casa inteligente podem ser estar ligadas a áreas como:

  • Iluminação;
  • Irrigação de jardim;
  • Alerta de manutenção de áreas externas e internas;
  • Climatização;
  • Alarme de segurança.

A base de uma tecnologia que interliga a casa é conhecida como IoT (Internet of Things) ou Internet das Coisas, que conecta todos os objetos físicos em uma interconexão para reunir e transmitir os dados necessários para quem resolver utilizá-los. 

Essa tecnologia, embora tenha se popularizado nos últimos anos com os formatos mais inovadores, a automação das casas surgiram algumas décadas antes com pequenas ações que acabaram desencadeando ao que se possui hoje em dia. 

Como começou a automação das casas?

O que é considerado a presença da tecnologia dentro das casas, começou por volta de 1898 quando Nikola Tesla inventou o que seria o princípio da transmissão sem fio, o que acabou colaborando para o surgimento do que é conhecido como controle remoto.

Nos anos de 1900, os primeiros eletrodomésticos começaram a surgir para facilitar ações como lavar a roupa, e com isso, marcaram o uso da eletricidade dentro das casas que já a possuíam.

Como automatizar uma casa

Como automatizar uma casa apenas com aparelhos acessíveis?


Por volta dos anos 60, a automação ganhou forças quando Jin Sutherland inventou um operador eletrônico computadorizado denominado de ECHO IV para ambientes residenciais.

Esse operador podia fazer armazenagem de dados, imprimir as listas de compra, controlar os eletrodomésticos com comandos de ligar e desligar, ou ajustar a temperatura, sendo um dos principais pontos de partida para o que seria uma casa automatizada.

Nas décadas seguintes, a tecnologia foi sendo aprimorada, sendo que o termo de casa inteligente surgiu somente por volta dos anos 80 com o surgimento de portões automáticos nas garagens, termostatos e os sistemas de segurança internos ou externos.

O que acabou proporcionando uma empresa de serviço de vigilante a sempre buscar as melhores tecnologias para satisfazer seus clientes.  

A presença dos sensores também contribuiu para que este título fosse cada vez mais usado quando se tratava de melhorar o cotidiano de pequenas ações. 

No fim da década de 90, a criação de uma chave que acendia e apagava as luzes ao bater palma se tornou bastante popular, e junto ao crescimento da internet na vida das pessoas, o que é considerado como casa inteligente passou a ser ainda mais utilizado.

Com o número de dispositivos móveis que ficam conectados à rede crescendo, acabou que a transformação do controle das casas automatizadas se tornou mais prática de ser aderida e feita, podendo dar toda a automatização do ambiente em um único dispositivo.

Por onde começar a automatizar uma casa?

Transformar a casa em algo automatizado pode começar desde o lado de fora, com carro rastreador GPS, até mesmo pequenos processos internos antes de transformar toda a casa em um ambiente automatizado.

Um dos primeiros passos, que acabou sendo um dos mais utilizados, são as assistentes virtuais, também podendo ser conhecidas como smart speakers

transformar casa em media center

Dicas para automatizar uma casa


Por meio da fala, essa tecnologia pode ativar e até mesmo gerenciar, diversas tarefas que estão configuradas.

Lembretes, iniciar playlists de músicas ou de vídeos na televisão, tudo o que puder ser configurado e ativado através da voz acaba se encaixando nas configurações da assistente virtual, que até mesmo pode receber um nome. 

A segurança é uma parte que pode receber a automação, o que acaba gerando uma certa tranquilidade com as fechaduras eletrônicas, as câmeras de seguranças e os sensores que podem ser instalados do lado de fora junto à instalação paver ou de dentro da casa.

As fechaduras eletrônicas é uma das opções que está ganhando cada vez mais espaço quando se trata de automatizar casas, isso porque permitem que sejam destrancadas por biometria ou por meio de senhas, sendo uma forma para acabar com as chaves.

A iluminação é uma das áreas que também acaba ganhando bastante foco quando se trata de automatização, principalmente porque pode contribuir com uma diminuição nas contas de luz.

Com a instalação de lâmpadas inteligentes, é possível controlar tudo através de aplicativos pelo celular, o que acaba facilitando quando se esquece de apagar a luz de um closet casal planejado acesa, por exemplo. 

No lugar de lâmpadas que sejam inteligentes, há também os interruptores que podem ser a alternativa, funcionando da mesma forma através da voz e da conexão com a internet, porém, divergindo das lâmpadas por conta da instalação.

Por ter que estar ligado diretamente com a fiação da casa, o comando dos interruptores não necessita de um controle infravermelho de sensor para funcionar, sendo operado através da internet e da voz.

Os controles infravermelhos são um dos itens que acabam sendo bastante utilizados quando se automatiza uma casa, principalmente devido a sua conexão com os eletrodomésticos para conseguir direcionar os comandos.

A codificação não envolve uma inteligência artificial como a maioria das tecnologias em casas automatizadas, e ao receber a solicitação, acaba enviando por meio do fluxo de raios infravermelhos para os eletrônicos e eletrodomésticos.

Como automatizar uma casa

Aparelhos baratos para automatizar uma casa


Que podem ser ou não o modelo smart, esses eletrodomésticos inteligentes também podem ser controlados pelo celular ou com o comando de voz para as assistentes virtuais, que podem até mesmo dizer o que está faltando na geladeira.

As marcas passaram a explorar cada vez mais estes modelos, e de forma que deixe o consumidor saber o quanto de energia está sendo utilizado, o que acaba contribuindo para quando se deseja fazer uma economia. 

Limpar a casa por meio de uma limpeza tecnológica é uma área que também acaba sendo bastante explorada, principalmente pelas marcas de aspirador de pó que mapeiam o ambiente e fazem a limpeza conforme for programado. 

Além disso, podem voltar sozinhos para a sua base de carregamento, o que acaba sendo um benefício quando não se está em casa, deixando somente o armário de cozinha de duas portas para ser limpo quando chegar.

Quais são os produtos mais acessíveis para automatizar uma casa?

Podendo ser buscado e adquirido dentro de um leque de possibilidades de marcas, alguns itens são acessíveis para se dar o início para criar uma automatização na residência. 

  • 01. Lâmpada e fita LED inteligente

As lâmpadas inteligentes proporcionam uma iluminação por comando de voz, fazendo com que haja uma economia de energia ou até mesmo, transformar o ambiente com uma luz mais confortável, personalizando para os dias frios e quentes em alguns casos.

Já as fitas, elas colaboram para uma personalização da casa de forma que possa ser explorada dentro de diversos designers, e algumas contam até mesmo com um comando que pode iluminar o ambiente de acordo com a música que estiver tocando no momento. 

  • 02. Fechadura digital biométrica

Além da segurança, as fechaduras com biometria proporcionam uma praticidade para quem mora no ambiente e não precisa se preocupar com chaves ou com o fato de ter ou não deixado a porta destrancada. 

Alguns modelos acabam contando também com a segurança biométrica, e outros, somente com a senha, deixando a gosto do consumidor o que mais se adequa em sua rotina.

  • 03. Sensor de wifi de gás e de fumaça

Segurança é essencial, e um sensor de gás e de fumaça pode contribuir com isso, porque estes aparelhos acabam emitindo alertas sonoros quando há um vazamento ou alguma presença de fumaça, ainda que baixa.

Melhores repetidores de sinal wi-fi

Sensores para automação de casas


Isso por conta da tecnologia que capta os acidentes e logo emite alertas que podem ser também por meio luminosos, além de notificações no celular porque estão conectados a rede wifi.

  • 04. Sensor de wifi de porta e janela

Alertando quando a porta ou janela está aberta ou fechada após ter ido conferir a bomba de pressurização e esquecido de fechar as portas do fundo, por exemplo, este modelo de sensor pode ser usado também em cofres, armários ou até mesmo, gavetas.

Conectado a rede Wi-fi, as notificações de quando há alterações são enviadas para os celulares de quem mora na casa.    

Considerações finais 

Criadas e modificadas ao longo dos anos, as casas automatizadas passaram a ser algo que foi sendo introduzida aos poucos no cotidiano, sendo com eletrodomésticos para depois ir para áreas de segurança e até mesmo, realização de tarefas como a limpeza.

Com uma conexão à internet e funcionamento através de assistentes virtuais, grande parte da tecnologia presente nas casas acabam sendo úteis na rotina, como uma tranca eletrônica pode favorecer o fechamento ou abertura de portas.

Sendo assim, um sensor de luz para ajudar a economizar na conta, ou um controlador de piscina Tholz para mantê-la nas condições ideais de uso.

Podendo ser desde tarefas simples até as mais complexas, como monitoramento de segurança, a tecnologia dentro das casas serve como um auxílio para deixar o cotidiano ainda mais seguro, e principalmente, proporcionar conforto. 


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.